Translate

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Por que a comida italiana é a melhor do mundo? Entendendo um pouco a tradição italiana



POR QUE A COMIDA ITALIANA  É A MELHOR DO MUNDO?


POR QUE A COMIDA ITALIANA  É A MELHOR DO MUNDO?

Porque na Itália comida é coisa séria! 


A QUALIDADE DOS INGREDIENTES:

Eu sempre sugiro que se utilize ingredientes de qualidade, pois farão toda diferença no resultado final das receitas. No Brasil ou na Itália ou em qualquer outro lugar.

Se for fazer uma receita típica de algum lugar, procure seguir o mais próximo possível a receita original e os ingredientes certos (procure não usar nada similar), caso contrário você vai obter um resultado apenas parecido de longe com o original; "tipo" o original. Mas que poderá ficar muito saborosa também, caso você tenha bons ingredientes, frescos e selecionados, etc.

ENTENDENDO UM POUCO A TRADIÇÃO ITALIANA:

Uma vez, em Fórum na Itália, estava tendo uma audiência exatamente a respeito do uso de ingredientes de qualidade e adequados a determinada receita.

Uma senhora (autora da ação) havia contratado o serviço de um profissional da cozinha (réu da ação) pois o tiramisù que ele fez para um evento dela não ficou bom e estava muito longe de ser igual a um tiramisù autêntico. Em defesa, o réu alegou que os ingredientes foram comprados e fornecidos pela autora, e que ela comprou os ingredientes similares a fim de economizar. Disse que o resultado final até ficou bom, mas não ficou parecido com um Tiramisù verdadeiro.

Resumindo, a autora não venceu a causa, mas o réu também levou uma grande bronca do Juiz por ter preparado a receita com ingredientes similares fornecidos pela autora. Em seu discurso, o juiz disse que o Tiramisù é um doce tipico italiano, e inclusive citou os ingredientes adequados a serem usados na receita tradicional, sendo inadmissível o preparo feito de qualquer maneira, e que o réu deveria ter recusado fazer a receita.

O grande defendido daquela causa foi mesmo o tiramisù, que jamais poderia ter sido feito com ingredientes similares ou de pouca qualidade!

Exagerado? Talvez sim para muitas pessoas. Mas na Itália comida é coisa séria! "Comer é uma paixão nacional."

As pessoas que de alguma forma trabalham com alimentos se especializam no que fazem, e entendem bem do assunto, não são improvisados não!

Se você for pedir a receita de uma pizza para um "pizzaiolo napoletano", ele vai te explicar até como você tem que fazer para se obter a água perfeita a ser utilizada na massa.
E por falar em pizza, as pizzas são individuais, a massa é mais fina, não existe borda recheada,  a cobertura não é abundante o molho de tomates é feito caseiro sendo uma especialidade à parte, por isso não existe nem em sonho colocar ketchup na pizza, isso seria um grande sacrilégio!. Mas sem duvida é a melhor pizza que comi em toda minha vida! Pois se trata de uma pizza equilibrada com massa e cobertura na proporção certa, assim a cobertura não camufla o sabor e a textura da massa e vice versa. E falando em cobertura, na Itália você não vai encontrar pizza de frango, milho catupiry, batata palha, etc, essas coberturas são invenções brasileira.

Pizza de salame picante na Itália é pizza alla diavola.



No brasil, erroneamente, assim como nos Estados Unidos, chamamos de Pizza de "pepperoni" picante.
Se você pedir uma pizza di peperoni, na Itáliavão te servir uma pizza com pimentões. A menos que você esteja em lugar turístico onde o garçom esperto perceba que você não é italiano e vai te explicar a diferença (peperoni = pimentões; pizza alla diavola = pizza de salame picante).

Frutas e verduras sempre frescas e de qualidade, é o que você vai encontra em supermercados, e você vai encontrar também luvas de descartáveis para que você possa manuseá-las e coloca-las em saquinhos.
Os frios fatiados na hora são sempre muito finos e embalados como se fossem para presente. 


A MOZZARELLA italiana é bem branquinha e não tem crosta, possui consistência macia, lisa e homogênea. A massa não tem buracos, possui estrutura fibrosa e é branca leitosa com textura macia e leve elasticidade. Sabor característico de leite fresco, delicadamente acidulado. E é caracterizada precisamente por ser um produto fresco. 

O ÓLEO EXTRA VIRGEM DE OLIVA é muito utilizado na cozinha italiana, seja para cozinhar ou para consumir cru. Os italianos são muito exigentes com o óleo extra virgem, que deve ser de ótima qualidade e preferencialmente prensado cru.

O óleo extra virgem de oliva não é só um dos principais ingredientes da Dieta Mediterrânea, mas também um dos produtos naturais mais ricos em antioxidantes e ácidos graxos.
.
Para fritar geralmente é usado óleo de sementes (de girassol, milho, etc) 


Os açougues, peixarias e salumeria (loja que vende principalmente salames, presuntos etc, mas também podemos encontrar alguns tipos de queijo), parecem boutique de carnes, tudo fresco, limpo e arrumado e decorado na vitrine. 



E também é comum encontrar carne equina à venda e existem até açougues especializados nesse tipo de carne.

Os tipos de cortes de carne também são um pouco diferentes do nosso.



Os mercados a céu aberto (feiras) são organizados e são muito agradáveis.
Tem sempre uma senhorinha italiana simpática e disponível, que vai querer te ensinar alguma receita de família e vai garantir que a receita dela é a original. Mas todas essas receitas são maravilhosas! Eu garanto!

As refeições não são servidas todas no mesmo prato. A ordem dos pratos à mesa segue assim: antepasto (entada), primeiro prato (macarrão ou risotto), segundo prato (algum tipo de carne ou peixe e acompanhamento), salada, sobremesa (dessert), café e um licor digestivo, e uma coisa de cada vez. E o pão nunca falta na mesa de um italiano.

É muito comum em famílias italianas, as pessoas terem lugar marcado à mesa. Cada membro da família senta sempre no mesmo lugar e um convidado educado pergunta sempre onde deve sentar-se.

Na minha família esses banquetes são feitos apenas quando estamos todos reunidos em várias pessoas. No dia a dia , preparo somente um prato único e salada, mas o pão deve estar sempre presente. Eu ainda tenho que acostumar com isso, apesar do meu pai sempre ter questionado a não presença do pão à mesa nas refeições, quando minha mãe esquecia.

OS BARES (cafeterias):
Para os Italianos, beber café em bar é uma tradição. E que bela tradição!

É comum ver Italianos em bares bebendo o café em pé no balcão.
Já no café da manhã, é comum ver os Italianos no bar com o  cappuccino em uma mão e brioche na outra. Amo tudo isso!

Caso você peça um café (ou qualquer outra coisa) para ser servido à mesa no bar, poderá custar mais caro (dependendo da cidade e do bar), pois existe a taxa de serviço; sendo esta uma prestação de serviço. Mas se você pede um café no balcão e você mesmo leva a mesa para beber sentando, seu café não vai custar mais caro, pois configura uma cessão gratuita de bens e não uma prestação de serviço, que é aplicada a gêneros alimentícios na Itália.
"Espresso" - Para os italianos, o café é um expresso (café = expresso). Nos bares, quando você pede um café, é um expresso.

Existe o Caffè ristretto (café curto) - é um café expresso mais forte e concentrado. Seria na verdade, o primeiro jato que sai da maquina, um "dedinho" de café bem forte na xícara. E esse é o meu preferido!

O Caffè Lungo - café expresso diluído em mais água. Porém é feito na máquina de café.

Na maioria das casas italianas se usa a MOKA. O café preparado na MOKA é feito de baixo para cima, ou seja, a água vai na parte de baixo, o pó de cafe no meio e o café pronto sai na parte de cima, uma maravilha de café.